J. Spaniol, Helena Martins Costa, Fabio Delduque // Residência em artes visuais

Oferece aos participantes a oportunidade de desenvolver projetos individuais ou coletivos em artes visuais por toda a área da Fazenda Serrinha durante uma semana. A fazenda é um local inspirador para a criação, e durante a vivência os alunos poderão se apropriar dos seus espaços e interagir com o entorno, utilizando as mais variadas linguagens de trabalho.

Data
10 a 16 de julho

Vagas
40

Valor
R$ 150,00

Local
Fazenda Serrinha

Sobre os artistas
José Spaniol é artista plástico e professor do Departamento de Artes Plásticas da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Entre as exposições mais recentes, estão as individuais na Capela do Morumbi, unidade do Museu da Cidade de São Paulo, no Centro Carpe Diem Arte e Pesquisa do Palácio do Marquês, em Lisboa, realizadas em 2009. Em 2010, participou da coletiva Arte e Espiritualidade no Mosteiro de São Bento, exposição premiada pelo edital Arte e Patrimônio do Ministério da cultura e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Iphan, por intermédio do Paço Imperial com patrocínio da Petrobras (eleita pela Associação Paulista dos Críticos de Arte, a Melhor Exposição do ano de 2010). Neste ano também participou da 29ª Bienal de São Paulo. Em 2011 realizou na sede da Funarte no Rio de janeiro a exposição Colunas, contemplada com o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea; e inaugurou, no Parque Burle Max, a obra “O Descaso da Sala”, premiada no edital arte na cidade da Secretaria de Cultura/ Prefeitura da Cidade de São Paulo. Em 2012 participou da mostra Percursos Contemporâneos, curadoria de Fábio Magalhães, mostra inaugural do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba – MACS; This is Brazil! 1990-2012, uma exposição sobre arte brasileira das últimas duas décadas, Palácio de Exposições Kiosco Alfonso y de PALEXCO, A Coruña, Galícia, Espanha e da Feira de Arte de Madri (ARCO), representado pela Dan Galeria.

Fabio Delduque é artista plástico, cenógrafo, diretor de arte, produtor cultural e um dos idealizadores e o curador do Festival Arte Serrinha. Desde a década de 1980, vem realizando exposições e instalações em diversas galerias e museus no Brasil e exterior. Destaques para exposiçoes na Galeria Triangulo em 1995, Fri-Art ,Fribourg em 2007, Galeria Vermelho e Sesc Pinheiros em 2008,  na 29 Bienal Internacional de São Paulo em 2010. Além disso, atua como diretor de arte no cinema, teatro, música e até no carnaval. Entre outros, cenografou shows da Nação Zumbi, Elba Ramalho, Moska, Jorge Benjor, Mart’nalia e Daniel. Foi diretor de arte dos filmes ‘Modo Ave” (2012) de Beto Brant , “Ralé” (2015), “Luz nas Trevas” (2010) e “Canção de Baal” (2007), da diretora Helena Ignez.

 

INSCREVA-SE