Marajó (PA) – expedição 2

A segunda expedição aconteceu em setembro de 2016 na ilha de Marajó, sendo sediada em Salvaterra, Joanes e Soure.
O grupo passou nove dias trocando experiências e produzindo com a comunidade local.

Depoimento do fotógrafo Luiz Braga:

“Mesmo nessa breve passagem, já foram deixadas esculturas geniais de Hugo França em dois espaços públicos e que foram imediatamente assimiladas pela população. Revelou=se de forma surpreendente talentos para dança clássica entre os meninos e meninas da ilha que participaram da oficina de Lu Brites. A convivência e o talento de Ronaldo Fraga apontou novos caminhos para as bordadeiras de Joanes. A imersão no trabalho desenvolvido por Ronaldo Guedes em Soure em seu Centro de Artesanato apontou um potencial parceiro. A breve convivência do doce maestro Benjamim Taubkin na escola de música São Benedito, emocionou a quem pode vê-lo tocar com os alunos o hino do Círio de Nazaré. Da minha parte, como artista e cidadão, pude fazer parte de um momento seminal de criação de novas possibilidades de troca justa entre os artistas e a comunidade marajoara. Nesse novo diálogo se estabelece a possibilidade de semear talentos e realizar ações que afirmem a cultura marajoara, não mais como mera fornecedora de inspiração e matéria prima, mas como protagonista desse novo tempo.”

A expedição também promoveu algumas oficinas gratuitas:
_Lú Brites (dança)  – Escola Estadual de Ensino Médio Salomão Matos
_Benjamim Taubkin (música)  – Escola de Música São Benedito – Passagem Grande/Salvaterra
_Laura Vinci (artes plásticas) – Casa do Artesão Semente da Terra/Salvaterra
_Neka Menna Barreto (cozinharia) – Clube União de Água Boa

ARTISTAS CONVIDADOS

Benjamim Taubkin, Beto Brant, Dilermano Ferreira, Diógenes Moura, Hugo França, Laura Vinci, Lú Brites, Luiz Braga, Neka Menna Barreto, Ronaldo Fraga e Ronaldo Guedes.